Menu CICS.NOVA

Eventos

Laboratórios de Ciências Sociais CICS.NOVA | Ugly Presentations

2022-10-24

Com um nome provocativo, o laboratório Ugly Presentations do CICS.NOVA visa estimular reflexões sobre o papel das apresentações visuais na divulgação científica, ao mesmo tempo que convida as pessoas participantes a reinventar a maneira como usam essa ferramenta. Para isso, recorre a princípios do design gráfico para orientar diferentes etapas da composição de uma apresentação visual – desde o processo criativo até a elaboração dos slides. Ao final dos dois encontros, espera-se que as pessoas participantes saiam com um repertório ampliado de ferramentas para elaborar as suas apresentações visuais acadêmicas de forma criativa e autônoma.

FACILITADORA
Gabriela Leal, doutoranda em Estudos Urbanos (NOVA FCSH & Iscte), integrante do CICS.NOVA.

CRONOGRAMA

24.10.2022, 14h – 18h
Parte 1. Repensar a ferramenta: tipos de apresentação e construção da narrativa.
Parte 2. Processo criativo: moodboard, tipografia e cores.

26.10.2022, 14h – 18h
Parte 1. Design do slide: hierarquia da informação, layout e elementos visuais.
Parte 2. Apresentação: formato de arquivo e dicas para o dia da apresentação

FORMATO
Híbrido.

VAGAS
Até 20 participantes.

INSCRIÇÕES
Até 19.10.2022, aqui.

DURAÇÃO
2 encontros de 4 horas (total de 8 horas de formação).

PRÉ-REQUISITOS
Ter noções básicas de qualquer software de apresentação (ex.: PowerPoint, Keynote, Canvas...).

SOBRE A FACILITADORA
Gabriela Leal (CICS.NOVA) é doutoranda em Estudos Urbanos (NOVA FCSH & Iscte). Colabora com o Grupo de Estudos de Antropologia da Cidade (USP), integra a comissão editorial da revista Ponto.Urbe (NAU-USP) e é uma das idealizadoras do Coletivo de Antropologia Urbana (Lisboa). Possui mestrado em Antropologia Social e bacharelado em Ciências Sociais pela USP; e especialização em Teorias e Práticas da Comunicação pela Fundação Casper Líbero. Pesquisa temas relacionados aos usos dos espaços, epistemologias urbanas, periferias e práticas estéticas urbanas (como graffiti, pixação e rap). No mundo corporativo, possui experiência de mais de 10 anos em pesquisa de mercado e inovação. Além disso, desenvolve projetos no campo das artes visuais, onde já colaborou com diferentes coletivos e foi contemplada por editais de fomento à cultura em São Paulo. Seu interesse pelo design gráfico e editorial teve início na adolescência, quando foi iniciada na cultura dos fanzines. Desde então, ela desenvolve práticas, experimentações e pesquisas independentes neste campo.